Províncias

Chuvas na Catata matam e destroem

Estácio Camassete | Caála

As fortes chuvas que se abatem sobre a comuna da Catata, no município da Caála, causaram, nos últimos dias, quatro mortos, seis feridos e a destruição de várias infra-estruturas de impacto social.

As fortes chuvas que se abatem sobre a comuna da Catata, no município da Caála, causaram, nos últimos dias, quatro mortos, seis feridos e a destruição de várias infra-estruturas de impacto social.
O administrador da comuna da Catata, Simão  Tchiduva, salientou que as chuvas provocaram a destruição de cinco casas e deixaram sem tecto algumas igrejas e outros estabelecimentos.
Simão Tchiduva referiu que os estragos aconteceram numa altura em que um número considerável de pessoas se encontrava fora das suas residências, sublinhando que as aldeias de Tchicambi e Tchicala são as mais afectadas.
Em consequência dos estragos causados pelas chuvas, 250 pessoas ficaram desabrigadas.
As chuvas, que caiem com grande intensidade em quase todo o território da província do Huambo, estão igualmente a afectar a produção agrícola, principalmente de batata rena e milho.
O administrador comunal da Catata pediu apoio para a instalação de pára-raios nas zonas mais visadas. Simão Tchinduva aponta ainda a devastação das florestas como uma das principais causas dos problemas naturais, por não haver regulação dos ventos.
Os Bombeiros e Protecção Civil continuam a fazer o levantamento dos estragos causados pela chuva.

Tempo

Multimédia