Províncias

Comuna do Cumbila conta com mais salas

Juliana Domingos | Cumbila

O vice-governador do Huambo para o sector económico inaugurou recentemente, na comuna do Cumbila, município do Londuimbali, uma escola de quatro salas e um sistema de captação e distribuição de água, para mais de 11 mil habitantes.

A maioria das crianças da comuna estão inseridas no sistema de ensino e aprendizagem
Fotografia: Jornal de Angola

Francisco Fato, que falava à população local, disse que a comuna do Cumbila vivia sérias dificuldades, devido ao mau estado das suas vias, que impossibilitavam a circulação dos cidadãos e seus bens.
O vice-governador prometeu, além disso, mais acções do Executivo nos próximos meses, destinadas a melhorar gradualmente as condições de vida na localidade.
O governante salientou que o Executivo tem o seu programa bem delineado e estruturado, apostando na melhoria das condições sociais das populações, como a reabilitação das estradas, vias secundárias e terciárias, o saneamento do meio, a construção de mais escolas, centros e postos sanitários, melhoramento da distribuição de água potável e energia eléctrica, entre outras acções. O modo de vida das populações melhorou substancialmente na comuna do Cumbila, com a reabilitação e construção de novas infra-estruturas sociais, como escolas, postos de saúde, aumento da produção agrícola e o surgimento da rede comercial.
O administrador municipal adjunto, Celestino Menla, referiu que a maioria das crianças do Londuimbali frequenta a escola e este ano matricularam 3.872 alunos do ensino primário ao segundo ciclo, mas aponta como principal dificuldade a falta de mais professores para cobrir algumas comunas. Actualmente, leccionam na comuna 40 professores, número insuficiente para atender o universo de crianças em idade escolar, que aumenta todos os anos.
O Governo do Huambo, segundo o administrador, pretende recrutar mais enfermeiros e construir mais centros e postos de saúde, para acudir as populações que vivem distantes da sede da comuna, onde está localizado o maior centro de atendimento sanitário.

Tempo

Multimédia