Províncias

Comuna do Lunge precisa de técnicos de enfermagem

Justino Vitorino | Huambo

O sector da Saúde na comuna do Lunge, município do Bailundo, província do Huambo, necessita de 70 técnicos médios de enfermagem e mais centros e postos médicos.

O sector da Saúde na comuna do Lunge, município do Bailundo, província do Huambo, necessita de 70 técnicos médios de enfermagem e mais centros e postos médicos.
O administrador comunal, Bento Catchiyo, disse terça-feira ao Jornal de Angola que em certas áreas da comuna do Lunge as pessoas são obrigadas a percorrer longas distâncias à procura dos primeiros socorros. “Os habitantes das aldeias de Ngolongo, Cassenje, Cutato, Etunda, Chilome e Tchicala, que distam entre 50 a 65 quilómetros da vila do Lunge, são os que vivem problemas de falta de assistência médica urgente, por serem localidades muito afastadas”, disse o administrador, acrescentando que a comuna possui três centros médicos e um posto de saúde.
As autoridades sanitárias controlam 19 trabalhadores, entre técnicos médios, básicos, auxiliares e outros de apoio sanitário.
O administrador Bento Catchiyo disse que a comuna do Lunge também precisa, com urgência, de um laboratório para análises clínicas, para facilitar o diagnóstico das doenças.

Tempo

Multimédia