Províncias

Construídas novas salas no Huambo

Justino Vitorino | Huambo

Um total de 584 salas foram construídas em 2012 pelo governo do Huambo, no âmbito do Programa de Investimentos Públicos, disse o vice-governador provincial em exercício, Francisco Fato.

Diminuiu o número de crianças com idade escolar fora do sistema normal do ensino
Fotografia: Mota Ambrósio

Um total de 584 salas foram construídas em 2012 pelo governo do Huambo, no âmbito do Programa de Investimentos Públicos, disse o vice-governador provincial em exercício, Francisco Fato.
Com a construção dessas salas, aumentou em 23.360 o número de vagas nas escolas da província, disse o governante, que falava no acto de cumprimentos de fim de ano.
Em 2012, o governo do Huambo reabilitou 272 escolas e no sector da Saúde houve um aumento 656 novas camas em diversas unidades sanitárias da região, com a construção e ampliação de mais centros de saúde e postos médicos.
No ano transacto, foram construídas também 154 casas, 32 destinadas a antigos combatentes e veteranos da pátria, além de outras infra-estruturas sociais, com maior destaque para a construção do edifício do Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatística do governo da província.
A construção de um lar da terceira idade, no bairro Casseque, do Centro de Ecologia Tropical e Alterações Climáticas, da Casa Ecológica e do aterro sanitário fazem também parte das acções realizadas no decurso do ano passado.
No que se refere a construção e obras públicas, Francisco Fato referiu a construção do edifício do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional e a terraplenagem de 174 quilómetros de estradas secundárias e terciárias.
Foram ainda asfaltadas 65 quilómetros de estradas principais e construídos 45 quilómetros lineares de pontes e pontecos.
No âmbito do programa de fomento da actividade agrícola, o governo da província distribuiu às cooperativas e associações da região, 55 tractores, 11 viaturas, 1.530 toneladas de fertilizantes e mil de calcário para a correcção dos solos.
Para o presente ano, Francisco Fato assegurou que 115 projectos diversos vão ser executado pelo governo da província, de modo a combater à pobreza.

Tempo

Multimédia