Províncias

Crianças nascem livres do VIH-Sida no Huambo

Catorze crianças, cujas mães são seropositivas, nasceram livres do VIH-Sida, em 2019, na província do Huambo, no âmbito do programa de Corte de Prevenção Vertical (procedimento que impede a transmissão deste vírus da mãe para o filho).

Corte de Prevenção Vertical livra várias crianças do VIH-Sida
Fotografia: Dombele Bernardo| Edições Novembro


A informação foi dada, ontem, pelo supervisor local do Programa de Luta contra a Sida na província, Euclides Chipalavela, durante a visita do coordenador da Campanha “Nascer Livre para Brilhar” na província, Tavares Cândido, a maternidades dos municípios do planalto central.
O responsável referiu que, além das 14 crianças, com resultados negativos definitivos, 189 recém-nascidos, que ainda se encontram expostas ao vírus, aguar-dam pelo diagnóstico, com duração de dois anos, para se confirmar se são ou não seropositivos.
Disse que estas crianças resultam de um total de 203 mães portadoras do vírus da sida.
Euclides Chipalavela referiu que em comparação a 2018, ano em que foi lançada, em todo o país, a campanha “Nascer Livre para Brilhar”, numa iniciativa da Primeira-Dama da República, Ana Dias Lourenço, as autoridades tinham confirmado quatro crianças livres deste vírus, de um total de 163 mães seropositivas, ao passo que os outros 159 menores continuam a aguardar pelo resultado dos testes.
Ainda em 2019, prosseguiu, as autoridades diagnosticaram 495 casos de gestantes seropositivas, quando em 2018 o número era de 285, que estão a ser acompanhadas para evitar que os filhos sejam, também, portadores do vírus da sida.
Euclides Chipalavela considerou positivo o andamento da campanha na província, que conta com a colaboração do Gabinete da Primeira-Dama da República, do Mi-nistério da Saúde, da Embaixada dos Estados Unidos, do Instituto Nacional de Luta contra o Sida e do Governo do Huambo.
Informou que a taxa de prevalência, em 2019, rondou 1 por cento, do total da população da província do Huambo estimada em dois milhões, 519. 309 habitantes, tendo registado 68 seropositivos.
O coordenador da campanha “Nascer Livre para Brilhar” na província do Huambo, Tavares Cândido, que desenvolve uma série de actividades para avaliar o andamento do programa de prevenção do corte vertical nas maternidades dos 11 municípios da província, inaugurou, ontem, o Gabinete deste projecto, visando alcançar melhores resultados.

Tempo

Multimédia