Províncias

Desmobilizados estão a receber bens e comida

Adolfo Mundombe | Longonjo

Mais de 500 desmobilizados residentes no município do Longonjo receberam na semana passada instrumentos de trabalho e bens de primeira necessidade, no âmbito do “Projecto Assistir” do Instituto de Reintegração Social dos Ex-militares (IRSEM).

Entre os bens entregues contam-se utensílios de serralharia, mecânica, silvicultura, corte e costura, silvicultura e agricultura, além de bois, cabras, geradores e motorizadas.
O director provincial do Huambo do Instituto de Reintegração Social dos Ex-militares disse que o “Projecto Assistir”, que abrange durante seis meses 19.085 ex-militares, tem um investimento de 377.557.289 kwanzas.
O programa contempla também ex-militares portadores de deficiência, viúvas de ex-militares e órfãos.
Luís Caica afirmou que durante meio ano o Instituto de Reintegração Social dos Ex-militares apoia igualmente 129 antigos militares em actividades geradoras de rendimentos não agrícolas e 1.836 em actividades pecuárias. O governo da província do Huambo e parceiros têm dado vários apoios visando a reintegração social os ex-militares, viúvas e órfãos de guerra.

Tempo

Multimédia