Províncias

Direcção local de estatística faz actualização cartográfica

Adolfo Mundombe | Huambo

A direcção do Huambo do Instituto Nacional de Estatística (SPINE) começou a actualizar o mapa cartográfico das habitações e delimitação geográfica das zonas, bairros, aldeias e comunas.

A direcção do Huambo do Instituto Nacional de Estatística (SPINE) começou a actualizar o mapa cartográfico das habitações e delimitação geográfica das zonas, bairros, aldeias e comunas.
A informação foi prestada ontem, ao Jornal de Angola, pela directora do Serviço Provincial do Instituto Nacional de Estatística (SPINE), Eu­rásia Demba.
É a primeira vez, desde a independência, que se realiza este tipo de actualização cartográfica. O objectivo é saber as extensões e a localização de cada uma destas áreas e em quantos quarteirões estão divididas as casas existentes, numa determinada localidade.   
O processo é de âmbito nacional e neste momento decorre também noutras províncias, como a do Kwanza-Norte, Kwanza-Sul, Luan­da, Cunene, Kuando-Kubango e Huambo, e constitui o primeiro passo antes da actualização do censo populacional, que se realiza o próximo ano.
O trabalho, multi-sectorial, tem a intervenção de técnicos do Instituto Nacional de Estatística, Polícia Nacional, autoridades tradicionais e guias de aldeias, e começou nos bairros da Calomanda, São Pedro, Calobringo, Santo António e Calundo, indo abranger todos os municípios do Huambo. Eurásia Demba referiu que os trabalhos têm a duração de sete meses.
Depois do município do Huambo, prosseguem nos da Ecunha e Bailundo.
As equipas de trabalho são constituídas por 42 agentes especialistas, divididos em sete grupos de seis pessoas, entre supervisores técnicos, equipados com meios logísticos, técnicos, informáticos, sistemas de localização GPS e outros próprios para actividades de campo.
Para os bairros que têm delimitações incorrectas, as equipas utilizam motorizadas e bicicletas, para facilitar os trabalhos dos agentes de estatística, em colaboração com as entidades tradicionais, sobas, representantes das administrações e chefes de sectores.

Tempo

Multimédia