Províncias

Disponibilizada verba para apoiar camponeses

Adolfo Mundombe * | Huambo

 Mais de 400 famílias camponesas do Huambo, Caála e Ecunha vão beneficiar de um crédito agrícola de 336 milhões de kwanzas financiados pelos BPC, BAI Micro Finanças, BCI e Banco Sol, anunciou, ontem, o director provincial da Agricultura.

Apoio visa o aumento da produção no âmbito do programa do Governo angolano de combate à fome nas comunidades rurais
Fotografia: Pedro Miguel

Mais de 400 famílias camponesas do Huambo, Caála e Ecunha vão beneficiar de um crédito agrícola de 336 milhões de kwanzas financiados pelos BPC, BAI Micro Finanças, BCI e Banco Sol, anunciou, ontem, o director provincial da Agricultura.
Joaquim António disse que o crédito agrícola de campanha foi disponibilizado há um mês pelas instituições do Estado e que o seu pelouro trabalha com os bancos comerciais sedeados na província na das melhores soluções para a sua execução.
“Grande parte dos beneficiários estão já identificados”, declarou, acrescentando que, “com o valor disponibilizado, os beneficiários podem adquirir cerca de mil toneladas de fertilizantes, 700 de sulfato de amónio e cinco de sementes hortícolas, além de algumas juntas de gado para tracção”. O processo, referiu, é contínuo e, futuramente, pode vir a beneficiar outras famílias camponesas localizadas nos outros municípios que compõem a circunscrição administrativa do Huambo.
 
Reabilitação de estradas

Pelo menos 58 milhões de kwanzas serão aplicados, este ano, pelo governo da província do Huambo na reabilitação da estrada das Ombalas de Chiquengue e Upunda, numa extensão de 62 quilómetros, a partir da sede municipal de Catchiungo.
Em declarações à Angop, o administrador do município de Catchiungo, José Manuel dos Santos, revelou que os trabalhos terão início dentro de alguns dias e a obra já foi adjudicada à empresa nacional de pontes.
De acordo com o administrador, a reabilitação das estradas consta do programa do executivo, que visa fazer com que até 2011 se melhore os 210 quilómetros da rede viária do município de Catchiungo, bem como a construção de novas unidades hospitalares e escolas para se elevar o nível de vida das populações.
O administrador de Catchiungo adiantou que para este ano consta nas prioridades a construção de um posto médico e uma escola com quatro salas de aulas, obras orçadas em 30 milhões de kwanzas, bem como pontos de água na Ombala de Upunda.
A Ombala de Upunda dista cerca de 62 quilómetros a Leste da sede municipal de Catchiungo. A sua população dedica-se principalmente à agricultura, privilegiando a produção do milho, feijão, trigo, batata rena e doce, bem como hortícolas diversas.           
                                                   
 * Com Angop

Tempo

Multimédia