Províncias

Educação ambiental aumentou na Caála

 A necessidade de promoção e expansão dos programas de educação ambiental nas comunidades foi recomendada pelo administrador municipal da Caála.


Victor Tchissingui, que falava durante o I Conselho de Auscultação e Concertação Social da circunscrição, disse que os programas de educação ambiental permitem a definição de estratégias de protecção do ecossistema e a eliminação de aglomerados de lixo nas comunidades rurais e centros urbanos. 
Para o efeito, Victor Tchissingui recomendou às organizações não-governamentais e outras instituições que operam no município da Caála a planificarem programas massivos de educação ambiental dirigido aos cidadãos residentes naquela região.
Victor Tchissingui advogou, por outro lado, o fomento da boa gestão nos planos de desenvolvimento socioeconómico, para atingir os objectivos preconizados.
“Temos que ter uma coesão social para ser fácil a execução dos projectos previstos e a participação de todos para a conquista do bem-estar da população”, frisou Victor Tchissingui.
Para Victor Tchissingui, o bem comum deve ser defendido por todos, por forma a manter o ritmo de desenvolvimento em várias esferas sociais e económicas, assim como revitalizar o modelo de gestão participativa.
O Conselho de Auscultação e Concertação Social   aprovou o relatório de actividades realizadas pela organização não-governamental Acção de Desenvolvimento Rural e Ambiente  e  analisou a situação actual da febre-amarela, bem como o programa das festas da vila.

Tempo

Multimédia