Províncias

Educação e Saúde recrutam quadros

Tatiana Marta | e Juliana Domingos | Huambo

Pelo menos, 531 vagas estão disponíveis, para o ingresso de novos funcionários nos sectores da Saúde e da Educação no Huambo, indica um comunicado de imprensa do gabinete do governador, distribuído quarta-feira aos órgãos de comunicação social da província.

Centenas de jovens da província procuram por uma vaga uns para técnicos de saúde e outros para leccionarem em várias instituições de ensino
Fotografia: Eduardo Pedro

No comunicado, o governo da província informa que está prevista a realização de um concurso público, no próximo mês de Dezembro, para o preenchimento das 531 vagas nos sectores da Educação e da Saúde.
Ainda de acordo com o comunicado de impressa, as vagas são para o regime especial e geral dos dois sectores, em conformidade com os reajustes aplicados aos despachos conjunto dos ministérios da Administração do Território e das Finanças. Com base no despacho, o  sector da Educação, estão disponíveis 382 vagas e no da Saúde 149 de ingresso no regime especial e geral.
O processo de candidatura foi aberto ao público terça-feira e a selecção dos processos individuais dos candidatos e a publicação dos admitidos e dos excluídos ao teste de selecção serão realizados no dia 1 de Dezembro do ano em curso.
No sector da Educação, os candidatos vão concorrer nas categorias de professor do I e II ciclo do ensino secundário, primário (diplomados e auxiliares) e técnicos médios de 3ª classe.
Quanto ao sector da Saúde, os candidatos concorrem nas categoria de médicos assistente e interno complementar I, enfermeiro licenciado, médico interno geral, técnico superior de diagnóstico e terapêutica de II classe, técnico de enfermagem de 3º classe, técnicos superior de segunda classe, inspector superior de 2ª classe, subinspector de 3ª classe e técnico médio de 3ª classe.
Segundo o comunicado de impressa, os admitidos ao concurso deverão munir-se dos documentos habituais necessários, desde que tenham idades compreendidas entre os 18  e os 35 anos.

Empenho dos educadores


O vice-governador da província do Huambo para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, Calunga Quissasanga, pediu aos educadores para estarem cada vez mais comprometidos com a formação integral dos seus educandos.
Calunga Quissasanga, que falava no acto provincial do Dia do Educador, celebrado na passada terça-feira, em todo o país, sob o lema “Pela qualificação  do professor, rumo ao desenvolvimento de Angola”, apelou ao educador para não transmitir apenas os conhecimentos, mas também exercer a profissão com elevada consciência e patriotismo, para apresentarem resultados que contribuam de facto para uma boa formação do homem novo e quadros capazes de servirem condignamente o país.
O vice-governador disse não ser possível ter um país desenvolvido se os seus cidadãos não souberem esclarecer enigmas que a vida oferece, por isso, sublinhou, os alunos têm de adquirir competências cognitivas globais, para responderem aos reais problemas sociais que o país enfrenta. Lembrou que o Governo da Província do Huambo reconhece o esforço dos professores e reafirmou o desejo de continuar a desenvolver acções tendentes à melhoria das condições de vida e de trabalho.
Na ocasião, informou que está em curso, neste domínio, entre outras acções, o processo de normalização de vínculos de 800 coordenadores de disciplinas, sendo que actualização de categorias vai continuar a merecer uma atenção especial.
A construção de mais escolas, a formação de mais professores e a actualização da grelha curricular, para atrair as crianças ao processo de ensino e aprendizagem constituem outras apostas.
Na mensagem, os educadores enalteceram os esforços do governo da província na extensão da rede escolar e na melhoria das condições de trabalho e reforçaram o compromisso de continuarem a cumprir com os programas traçados para a formação do homem.

Tempo

Multimédia