Províncias

Empresários locais querem fomentar a agro-indústria

A classe empresarial da província do Huambo está disponível para trabalhar com o Governo no fomento da agro-indústria. A intenção foi manifestada num encontro com o governador João Baptista Kussumua, onde, entre outros aspectos, se fez referência à recuperação das infra-estruturas fabris inoperantes, que podem transformar a província num importante pólo de processamento de matérias-primas para servir a indústria.

Fotografia: JAImagens | Edições Novembro

Em declarações à imprensa, no final do encontro, o presidente da Câmara de Comércio e Indústria, Castilho Noé Chingombe, reconheceu as potencialidades da região neste capítulo, podendo absorver parte significativa da população desempregada, sobretudo jovens à procura do primeiro emprego.
 “As linhas de força para o desenvolvimento da nossa província foram lançadas e, agora, cabe a nós, os empresários, de acordo com as potencialidades económicas, unirmos os meios necessários para a materialização deste grande desiderato, centrado na melhoria da qualidade de vida da população”, sublinhou.
Por sua vez, a empresária Alexa Tomás disse que o potencial agro-pecuário da província do Huambo, aliado à localização geográfica, permite o investimento a todos os níveis.
O propósito dos empresários do Planalto Central, segundo ela, passa por apoiar o Governo na política de fomento agro-industrial da região, aproveitando  as infra-estruturas fabris, entretanto paralisadas.

Tempo

Multimédia