Províncias

Enxurradas causam mortes no município do Longonjo

Uma mulher perdeu a vida na comuna do Lépi, município do Longonjo, a 64 quilómetros da cidade do Huambo, ao ser atingida, na tarde de sexta-feira, por uma descarga eléctrica, sendo a segunda em menos de uma semana.

Chuvas intensas continuam a criar grandes constrangimentos deixando as ruas completamente alagadas o que dificulta a circulação rodoviária
Fotografia: Santos Pedro

O facto foi confirmado pelo administrador comunal adjunto do Lépi, Aurélio Luciano, realçando que a vítima, de 34 anos, foi surpreendida pela faísca, às 17 horas, quando se protegia da chuva debaixo de uma árvore, ao regressar da lavra. Aurélio Luciano disse ainda que o temporal danificou um computador e a placa solar da administração comunal do Lépi. Com esta morte eleva-se para 11 o número de vítimas por descargas eléctricas no município do Longonjo, desde o princípio desta estação chuvosa.

Moto-taxistas

Por outro lado, 61 moto-taxistas do município do Longonjo receberam as suas cartas, após concluírem o curso de condução, que durou três meses.
A cerimónia foi orientada pelo administrador municipal, António Caviendi, que na ocasião apelou aos moto-taxistas a terem mais prudência nas estradas, observando o Código, para a redução de acidentes rodoviários.“As cartas de condução são importantes porque os habilita a serem utentes da estrada, mas é importante aplicar tudo que foi ensinado durante o curso, para evitarem perdas de vidas humanas”, alertou.
Entres as medidas, António Caviendi falou da necessidade do uso do capacete, incluindo para o transportado, bem como a evitarem o excesso de peso nas motorizadas.
O curso foi promovido pela Associação de Moto-taxistas de Angola (Amotrang), que no Longonjo possui 341 associados.

Tempo

Multimédia