Províncias

Enxurradas no Mungo isolam o município

Estácio Camassete |

O Governo Provincial do Huambo disponibilizou um avião para apoiar as populações do município do Mungo, isoladas do resto da província em consequência do desabamento da ponte sobre o rio Luvulo, depois de intensas chuvas que se abateram sobre o território em finais de Dezembro.

Moradores do município do Mungo a retirarem água da chuva do interior da residência
Fotografia: Jornal de Angola

O Governo Provincial do Huambo disponibilizou um avião para apoiar as populações do município do Mungo, isoladas do resto da província em consequência do desabamento da ponte sobre o rio Luvulo, depois de intensas chuvas que se abateram sobre o território em finais de Dezembro.
 A ponte sobre o rio Luvulo desabou em Dezembro, em consequência das fortes chuvas que caem quase diariamente na região, chegando a arrastar um homem que pretendia atravessar a ponte com a sua motorizada.
 A vida no município está difícil, os preços dos principais produtos do mercado local subiram e a travessia da população e seus bens, continua a ser feita em pequenas embarcações, ao preço de cem kwanzas por viagem.
 De acordo com as autoridades locais, a situação pode piorar, porque o caudal do rio continua a subir, devido às chuvas. Quatro pessoas foram levadas com a corrente do rio quando tentavam atravessar. As buscas dos corpos continuam.
Para minimizar a situação das populações, o Governo Provincial disponibilizou um avião, que diariamente faz o trajecto entre o Huambo e o Mungo, para a evacuação de doentes, trabalhadores e seus bens, uma vez que as comunicações por terra, ainda não são possíveis.

Tempo

Multimédia