Províncias

Equipa da comissão nacional desmina quilómetros de terra

Adolfo Mundombe | Huambo

O oficial de ligação e informação da Comissão Nacional Intersectorial de Desminagem e Assistência Humanitária no Huambo, Jorge Raposo Leonel Maria, disse ontem que mais de mil engenhos explosivos diversos foram destruídos, numa extensão de mais de cinco mil metros quadrados.

População pode beneficiar de novas parcelas de terra desminadas
Fotografia: Jornal de Angola

O oficial de ligação e informação da Comissão Nacional Intersectorial de Desminagem e Assistência Humanitária no Huambo, Jorge Raposo Leonel Maria, disse ontem que mais de mil engenhos explosivos diversos foram destruídos, numa extensão de mais de cinco mil metros quadrados.
A acção foi desenvolvida pelas operadoras de desminagem nacionais e estrangeiras, que operam nas localidades de Tchicala Tcholohanga, Longonjo e Ucuma.
Segundo Jorge Maria, cinco operadoras comerciais e humanitárias trabalham no Huambo. Para além da desminagem, as equipas têm desenvolvido acções de sensibilização humanitária nas comunidades, nomeadamente de educação sobre riscos de minas, no sentido de levar os munícipes a terem cautelas ao circular em áreas minadas.
 
Assistência Humanitária
 
Jorge Raposo disse que a comissão intersectorial tem levado também a cabo assistência humanitária às vítimas e apoia com cadeiras de roda, muletas, próteses, triciclos manuais e bens alimentares de primeira necessidade.
Raposo explicou que, no mesmo âmbito, foram reintegrados 43cidadãos portadoras de deficiências no projecto de carpintaria, sapataria, moto-táxi e foram criadas duas cooperativas de carpintaria no município sede do Huambo no ano passado.
Nos municípios do Ecunha e Cachiungo os portadores de deficiência beneficiaram de 22 kits de carpintaria, no âmbito do fomento do auto-emprego, e a comissão tem sensibilizado também os professores e pais para integrarem as crianças com deficiência nas escolas.
Jorge Raposo assegurou que, para este ano, a comissão perspectivou encontros regulares com parceiros para mobilizar e procurar financiamentos para dar continuidade ao projecto relativo à Educação sobre Riscos de Minas e à criação de um banco de dados dos portadores de deficiência.
Consta ainda no programa de desminagem para este ano a entrega de mais campos desminados e inspeccionados pela equipa de controlo de qualidade.

Tempo

Multimédia