Províncias

Espaços verdes da cidade são recuperados em breve

Adolfo Mundombe| Huambo

Os principais espaços de lazer, com destaque para as zonas verdes, do município do Huambo podem ganhar outra imagem, nos próximos tempos, no quadro de um programa traçado pela administração local para a recuperação dos mesmos, anunciou ontem o seu director do Saneamento Público, Espaços Verdes e Cemitérios.

Leonardo Chivinda disse que foram traçados planos no sentido de recuperar-se o verde das áreas postais da cidade, como o jardim da Cultura, a Praça Dr. Agostinho Neto, os jardins do Ambiente e do Arcebispado e outros espaços espalhados pela cidade do Huambo.
O director do Saneamento Público, Espaços Verdes e Cemitérios referiu que a administração está a fazer esforços no sentido de manter estes locais mais atraentes, daí a necessidade de criar-se mecanismos que visam deixá-los sempre limpos e com uma irrigação impecável. O responsável salientou que esforços estão a ser envidados para se ultrapassar a actual situação dos espaços verdes e de lazer, que andam todos sem brilho, por falta de rega.
No que toca à estufa-fria, que se apresenta muito degradada, Leonardo Chivinda apontou os citadinos que frequentam o espaço, principalmente os jovens estudantes, como os principais destruidores da mesma, uma vez que fazem mau uso do espaço.
Em função disso, o director do Saneamento Público, Espaços Verdes e Cemitérios apelou aos jovens para pautarem por boas condutas, cuidando mais do local de lazer e com maior sentido de responsabilidade.
“Os munícipes devem tratar os espaços verdes da cidade como se fossem a sua própria casa”, aconselhou Leonardo Chivinda, para quem a população tem de colaborar com a administração na gestão destes locais.

Tempo

Multimédia