Províncias

Excursionistas apoiam a luta contra as drogas

Juliana Domingos |

Estudantes de Luanda, em excursão ao Huambo desde sexta-feira, foram aconselhados a combater as práticas viciosas, principalmente o uso de drogas ilícitas.

Vista parcial da cidade do Huambo que recebe excursionistas
Fotografia: João Gomes | Edições Novembro

O apelo foi feito pelo director do Instituto Médio Agrário, António Sapalo. O responsável escolar incentivou os jovens ao patriotismo e a evitarem comportamentos que comprometam de forma negativa o seu futuro, numa altura em que “o país coloca toda a esperança da continuação do progresso nas mãos da juventude”.
Ao falar numa palestra no quadro do projecto “Vamos Conhecer Angola”, António Sapalo pediu aos estudantes para fugirem à tentação das drogas, por serem substâncias danosas para a saúde humana e para a sociedade. O director do Instituto Médio Agrário do Huambo aconselhou os excursionistas a aproveitarem as oportunidades que o Estado tem criado nas várias áreas, principalmente na Educação.
O responsável escolar apelou ainda aos excursionistas a tirarem o máximo proveito da visita, no sentido de aumentarem os conhecimentos sobre o Huambo.
António Sapalo disse que o Instituto Médio Agrário é uma instituição de ensino público técnico-profissional, que ministra cursos nas área da agricultura, pesca e indústria alimentar, ramos importantes para o desenvolvimento do país. “A agricultura é considerada como base para a diversificação da economia, daí que o Executivo tenha estado a criar estratégias para valorizar cada vez mais a produção agro-pecuária”, referiu o responsável.

Tempo

Multimédia