Províncias

Faculdade de Direito precisa de espaço

Victória Quintas | Huambo

A Faculdade de Direito da Universidade José Eduardo dos Santos (UJES) está com dificuldades em instalar os seus estudantes, em consequência do desabamento do tecto de uma das salas.

Enquanto decorrem as obras os estudantes assistem às aulas em condições muito precárias
Fotografia: Victória Quintas | Huambo

Enquanto decorrem as obras de reabilitação das infra-estruturas, os estudantes assistem às aulas no Instituto Superior Politécnico do Huambo, no quadro das relações de cooperação entre as duas instituições.  
Alguns estudantes do quarto e quinto ano revelaram que assistem às aulas com muitas dificuldades, o que pode dificultar o aproveitamento académico. Estas dificuldades derivam da falta de estruturas próprias e questionam, ao mesmo tempo, por que não se aproveitam as instalações do Cambiote, que passaram para o Ministério do Ensino Superior. 
O reitor da Universidade, Cristóvão Simões, disse que há quase dois anos estava prevista a mudança de instalações das faculdades de Direito, Economia e a própria reitoria para a localidade do Cambiote, arredores da cidade do Huambo.
As instalações eram antes pertença do Ministério da Reinserção Social e passaram para o Ministério do Ensino Superior em 2011, altura em que os estudantes e docentes deviam passar a frequentar as referidas instalações. “Na altura, a previsão era que a reitoria da UJES, a Faculdade de Direito e a Faculdade de Economia, se mudassem para lá, a partir do segundo semestre de 2011”, disse o reitor da UJES.
Cristóvão Simões referiu que as instalações do Cambiote ainda não estão em condições de receber alunos, porque quando foram passadas para o ensino superior, as obras estavam concluídas em 90 por cento, mas a evolução posterior dos acontecimentos atrasou todo o processo.
O responsável da quinta região académica disse ter constatado que a empresa construtora deixou de trabalhar pouco tempo depois, fechou o acesso às instalações e desmontou o estaleiro de obras que lá havia, alegando existir um diferendo financeiro com o Ministério do Ensino Superior. “Por isso, as instalações ainda não foram entregues à universidade”, frisou o reitor, acrescentando que, enquanto não se consegue resolver este diferendo, o imóvel onde funcionava a Faculdade de Direito está a beneficiar de obras paliativas, para acomodar os estudantes.
A Universidade José Eduardo dos Santos, afecta à quinta região académica, com sede no Huambo, foi criada em 2009, no quadro do decreto nº 07/9 de 12 de Maio, pelo Conselho de Ministros, que estabelece a reorganização da rede de instituições do ensino superior público, a criação de novas instituições de ensino superior e o redimensionamento da Universidade Agostinho Neto, até então a única universidade pública em funcionamento no país.
Dela fazem parte as províncias do Bié e Moxico, onde estão em funcionamento as Escolas Superior Politécnica. Na província do Huambo estão em funcionamento as Faculdades de Medicina Humana, Ciências Agrárias (FCA), Direito, Economia, Medicina Veterinária e o Instituto Superior Politécnico.

Tempo

Multimédia