Províncias

Faculdade de Economia abre uma nova cadeira

A Faculdade de Economia da Universidade José Eduardo dos Santos, na cidade do Huambo, vai este ano abrir a cadeira de Opção de Economia, anunciou ontem à Angop o decano da instituição.

Aumento de mais uma cadeira de opção em Economia na Universidade José Eduardo dos Santos vem dar resposta aos desafios actuais no âmbito da diversificação da oferta formativa
Fotografia: João Gomes

O decano Sílvia Virgínia do Amaral disse que o 3º ano vai adoptar a cadeira de Opção de Economia, referindo que esta iniciativa enquadra-se no âmbito da diversificação da oferta formativa.
O decano disse que a Faculdade de Economia também deve dar resposta aos desafios actuais, no âmbito do processo de diversificação da economia nacional.
 A responsável reconheceu as grandes potencialidades naturais que a província possui, mas disse que o aproveitamento requer a formação de quadros qualificados, sendo este um dos objectivos da Faculdade de Economia.
Para o novo ano lectivo, será feito um reajuste ao plano curricular, de forma a enquadrá-lo na realidade local, com vista a melhorar o ensino.

Universidade Kimpa Vita

A Associação dos Estudantes da Universidade Kimpa Vita vai incrementar este ano o intercâmbio e a troca de experiências académicas com estudantes de outras instituições do ensino superior do país, anunciou sábado, na cidade do Uíge, o presidente Almeida Victor.
 O responsável disse à Angop que, além de defender os direitos e interesses dos estudantes, a associação vai trabalhar pela uniformização da linguagem académica com outras universidades, através de visitas de intercâmbio. 
A promoção de actividades recreativas e desportivas na universidade também passa a constar dos objectivos da associação para 2016.No ano passado, lembrou, a associação desenvolveu várias actividades com sucesso e atendeu as principais preocupações dos estudantes. “Uma das grandes conquistas da associação em 2015 foi o esforço feito para que a Lei n.º 7 não entrasse em funcionamento. Esta norma não permitia que um estudante com sete valores fosse ao exame. Portanto, discutimos sobre o caso e felizmente não entrou em vigor.
 Foi um grande ganho para os estudantes”, ressaltou.A Universidade Kimpa Vita, afecta à VII Região Académica do país, tem 5.246 estudantes em quatro unidades orgânicas, sendo três na província do Uíge e uma no Cuanza Norte.

Tempo

Multimédia