Províncias

Faculdade de Economia dá contributo para uma melhor gestão das empresas

Mário Clemente| Huambo

 “O ensino das ciências económicas e o seu impacto no desenvolvimento nacional” foi o tema central das primeiras jornadas científicas realizadas pela Faculdade de Economia da Universidade José Eduardo dos Santos, nos dias 7 e 8 deste mês, na cidade do Huambo.

“O ensino das ciências económicas e o seu impacto no desenvolvimento nacional” foi o tema central das primeiras jornadas científicas realizadas pela Faculdade de Economia da Universidade José Eduardo dos Santos, nos dias 7 e 8 deste mês, na cidade do Huambo.
Os diversos temas, de âmbito económico e social, abordados durante as jornadas pretenderam ajudar as empresas públicas e privadas a melhorarem a sua gestão e, consequentemente, a prestarem um melhor serviço ao público.
O papel da universidade no desenvolvimento do espírito empreendedor em Angola, o mecanismo de acesso ao financiamento, a tributação e os incentivos fiscais aos negócios, a gestão estratégica como orientação para o desenvolvimento das administrações municipais foram assuntos vivamente discutidos ao longo dos dois dias.
A produtividade e divisão do trabalho, a dimensão do mercado e a realidade da vida económica e o ensino da ciência económica foram ainda outros temas debatidos pelos participantes.
Durante o encontro, a decana da faculdade, Virgínia do Amaral, disse que não se pode falar em ensino universitário sem investigação, pois este só tem sustentabilidade quando está voltado para servir a sociedade. “A universidade desenvolve a sua missão sobre estes três pilares e só fazem sentido quando cada um deles tiver em conta os outros dois, cujas inter-relações devem ser contínuas e profundas”, frisou.
Para Virgínia do Amaral, falar do tema ensino e ciências económicas e a sua importância no desenvolvimento nacional é referir-se ao que a universidade produz no país todo, daí a sua importância no quadro da oferta no mercado de trabalho, no capital humano, na criação de novas empresas, nos serviços locais e outros. 
No acto de abertura, o magnífico reitor da Universidade José Eduardo dos Santos, Cristóvão Simões, disse que os temas das jornadas científicas são de actualidade e pertinência não só para os economistas mas também para todos os dirigentes da administração pública e privada, empresários e para a sociedade em geral.
“Com a realização destas jornadas científicas cumprimos com um dos pressupostos fundamentais para a universidade, que é o seu compromisso na resolução dos problemas da região em que estamos inseridos”, disse o académico.
O evento contou com a participação da classe empresarial, estudantes, dirigentes, administradores e representantes das unidades orgânicas da Universidade José Eduardo dos Santos, com sede na cidade do Huambo.

Tempo

Multimédia