Províncias

Faltam enfermeiros e medicamentos no hospital do CFB

Tatiana Marta | Huambo

A directora do Hospital do Caminho-de-Ferro de Benguela, no Huambo, disse, na quarta-feira, ao Jornal de Angola, que o estabelecimento precisa de mais enfermeiros e de medicamentos.

A directora do Hospital do Caminho-de-Ferro de Benguela, no Huambo, disse, na quarta-feira, ao Jornal de Angola, que o estabelecimento precisa de mais enfermeiros e de medicamentos.  Maria Sucumula afirmou que o hospital atende por dia entre 25 a 30 pacientes, com patologias diversas, como doenças respiratórias agudas e diarreicas, e funciona apenas com 17 enfermeiros. “Para cobrir todo o centro, precisamos de mais 14 enfermeiros e de um médico”, referiu, adiantando que a falta de equipamentos necessários para determinados exames, de uma ambulância e de um centro de hemoterapia “estão a complicar os serviços”.

Tempo

Multimédia