Províncias

Faltam salas e professores em Tchicala Tcholohanga

Justino Vitorino| Tchicala- Tcholohanga

Mais de 12 mil crianças, em idade escolar, estão fora do sistema normal de ensino, no presente ano lectivo, no município da Tchicala Tcholohanga, devido à falta de salas e professores, disse, ao Jornal de Angola, o chefe da repartição da Educação provincial.


 
Mais de 12 mil crianças, em idade escolar, estão fora do sistema normal de ensino, no presente ano lectivo, no município da Tchicala Tcholohanga, devido à falta de salas e professores, disse, ao Jornal de Angola, o chefe da repartição da Educação provincial.
Aurélio António, que prestou a informação durante a visita do governador da província àquele município, acrescentou que para se inverter o quadro actual são necessárias mais de 400 salas de aulas e 900 professores. O município da Tchicala-Tcholohanga tem 23 escolas, de  construção definitiva, que correspondem a 83 salas de aulas, e algumas provisórias.
 No município há 380 vagas para novos professores, mas Aurélio António considerou o número reduzido porque, disse, existem aldeias sem um único docente.
A Comuna do Kuale, 190 quilómetros norte da cidade de Malanje, necessita de 104 professores e de mais dez escolas para a inserção de 808 crianças que estão fora do sistema normal de ensino, disse, à Angop, o chefe da secção comunal do Kuale.
Pinto João Heuca, que referiu que no presente ano lectivo foram matriculados 4.310 alunos nos diferentes níveis de ensino, afirmou que apenas 29 professores garantem o processo de ensino e educação na região.
O número, declarou, é irrisório, atendendo aos 159 bairros que compõem a circunscrição.
Para a cobertura do processo de ensino e educação na circunscrição, disse, são necessárias escolas nos bairros do Pipa Nema, Tunda Calelama, Dala Catucula, Mussabo, Samba Senda, Gongolo, Miluanga, Gola Dambi e Mutengue.

Tempo

Multimédia