Províncias

Feira do inventor com fraca participação

Adolfo Mundombe | Huambo

A segunda edição da Feira do Inventor e Criador, realizada durante dois dias na cidade do Huambo, terminou quarta-feira com pouca participação, devido aos exames nas instituições de ensino superior.

O certame, organizado pela Direcção Provincial da Educação, Ciências e Tecnologia, teve como objectivo elevar a cultura de pesquisa e inovação da população estudantil e dos diferentes integrantes do sistema nacional de Ciências e Tecnologias.
Na feira, estiveram expostos métodos para a resolução de problemas matemáticos, almofariz eléctrico, uma passadeira e­lectrónica, algumas obras de artistas plásticas, equipamentos electrónicos de fibra óptica e um fogão de uso múltiplo.
O membro da organização Luís Alexo da Mata considerou positivo o evento e justifica a fraca a­desão com os exames do primeiro semestre, que decorrem nesta altura nas instituições de ensino superior. Luís Alexo da Mata disse que o programa de promoção e cultura, assim como da transferência de tecnologia e empreendedorismo e inovação vai possibilitar a descoberta de vários talentos no país.
Esta é a décima Feira do Inventor e Criador organizada a nível nacional e a segunda na província do Huambo.
As províncias do Cuando Cubango, Malanje, Cabinda, Benguela, Cunene, Lunda Sul, Namibe, Huíla, Zaire e Moxico já acolheram eventos de género. Bié acolhe a 11ª e vai contar com a participação de estudantes universitários finalistas de toda a Quinta Região Académica.

Tempo

Multimédia