Províncias

Galanga necessita de mais enfermeiros

A comuna da Galanga, 126 quilómetros a nordeste da cidade do Huambo, precisa de dois postos de saúde e 24 enfermeiros, para melhorar a assistência médica e medicamentosa.

A comuna da Galanga, 126 quilómetros a nordeste da cidade do Huambo, precisa de dois postos de saúde e 24 enfermeiros, para melhorar a assistência médica e medicamentosa.
O administrador da comuna da Galanga, Benedito Samukembo, em declarações ontem à Angop, informou que na sua área de jurisdição existemsomente dois centros de saúde, insuficiente para dar resposta a procura.
O responsável disse que existem ainda pessoas que percorrem longas distâncias para terem acesso aos serviços de saúde, situação que preocupa as autoridades locais, pois existe apenas um centro de saúde na sede da comuna e outro em Vila Franca do Queve.
“Esta situação tem craido sérios transtornos aos habitantes da Vila que são obrigados a caminhar longas distância em busca de assistência médica e medicamentosa, o que é preocupante”, disse.
As doenças mais frequentes, na comuna da Galanga, adstrita ao município de Londuimbali, são a malária, as diarreias e as respiratórias. A comuna tem 24.664 habitantes.

Tempo

Multimédia