Províncias

Governo do Huambo constrói morgues

Tatiana Marta | Huambo

Os municípios do Bailundo, Ucuma, Mungo e Londuimbali, na província do Huambo, vão dispor, em breve, de mais morgues, no sentido de evitar a sobrelotação nas poucas casas mortuárias existentes, anunciou ontem o director da Saúde.

Frederico Juliana esclareceu que as morgues vão ser erguidas no âmbito do Programa de Investimentos Públicos do Governo do Huambo, para dar resposta a uma das maiores preocupações das populações, sobretudo nos municípios.
Actualmente, a província do Huambo, com 11 municípios, possui apenas cinco morgues, sendo três no município sede, uma na comuna do Alto Hama e outra na vila do Londuimbali. O director provincial da Saúde garantiu que vão ser envidados esforços para que as morgues em construção entrem em funcionamento ainda este ano, em todos os hospitais municipais.
As cinco morgues existentes oferecem serviços gratuitos a toda a população, e muitos corpos vão para a morgue central, devido ao trabalho dos médicos legistas. Apesar de ser a mais antiga da cidade, garantiu que a maior casa mortuária ainda funciona em perfeitas condições.

Tempo

Multimédia