Províncias

Governo constrói casas para antigos combatentes

Dois condomínios, com 20 casas sociais cada, vão ser construídos nas localidades da Quissala e na vila do Bailundo, província do Huambo, num projecto do governo provincial.

Projecto resolve candente problema
Fotografia: Jornal de Angola

Dois condomínios, com 20 casas sociais cada, vão ser construídos nas localidades da Quissala e na vila do Bailundo, província do Huambo, num projecto do governo provincial.
O facto foi revelado à Angop, nesta cidade, pelo director provincial do Huambo dos Antigos Combatentes e Veteranos de Guerra, Janeiro Moreira Lopes, no final de uma visita de trabalho que o governador da província, Albino Malungo efectuou a este sector.
O governador Albino Malungo reprovou o modelo de casas apresentadas num projecto, que previa que cada uma delas se destinasse a oito pessoas e orientou a sua alteração para se que “dignifique o sacrifício dos que lutaram para a libertação do país”.
O governador provincial do Hu­ambo orientou, ainda, o sector dos Antigos Combatentes e Veteranos de Guerra a elaborarem outros projectos. Entre as acções consta a criação de cooperativas agro-pecuárias em todos os municípios, tendo solicitado ao director provincial da Agricultura e de Desenvolvimento Rural, Pescas e Ambiente que identifique áreas. Foi definida, também, a criação de uma farmácia e uma empresa de táxis para os antigos combatentes.
O governador do Huambo teve encontros com os membros da direcção dos Antigos Combatentes e Veteranos de Guerra e visitou os locais onde vão ser construídas casas para os antigos combatentes e a escola primária.

Tempo

Multimédia