Províncias

Governo cria condições para combate às doenças

Adolfo Mundombe| Huambo

 O responsável provincial no Huambo do Programa Nacional de Controlo da Tuberculose e Lepra, Haldane Caita Kacumba, disse sábado, ao Jornal de Angola, que foram criada equipas que vão intensificar as campanhas para o diagnóstico de endemias contagiosas.

O responsável provincial no Huambo do Programa Nacional de Controlo da Tuberculose e Lepra, Haldane Caita Kacumba, disse sábado, ao Jornal de Angola, que foram criada equipas que vão intensificar as campanhas para o diagnóstico de endemias contagiosas.
Haldane Caita Kacumba informou que decorre a formação de técnicos do Programa de Controlo da Tuberculose, Lepra e VIH/Sida: “sabemos que quando existe um caso de tuberculose, suspeitamos também que o doente esteja infectado com VIH/Sida.
 E quem contrai o vírus da Sida pode estar também infectado com tuberculose”.
Haldane Kacumba disse ainda que a instituição que dirige conseguiu instalar, desde a semana passada, o sistema de controlo de endemias nas unidades sanitárias que tratam casos de tuberculose e também a implantação de mais postos móveis de testagem voluntária de VIH/Sida.  
Outra situação que preocupa o responsável pelo sector de doenças contagiosas é o aumento do número de casos de lepra. Segundo Haldane Kacumba, só nos últimos três meses do ano passado, foram diagnosticados 113 novos casos de lepra. Durante o ano findo foram registados 124 casos. Quanto aos medicamentos, Haldane Kacumba assegura que a instituição tem sido abastecida regularmente: “existem na província stocks de medicamentos suficientes”, garante. 
 
Casos de Sida estão a subir

O supervisor provincial de luta contra a Sida no Huambo, Euclides Arão Tchipalavela, disse ao Jornal de Angola que foram notificados, no mês de Janeiro, 135 novos casos, números que ele considera preocupantes. “Neste momento decorre uma campanha de distribuição de material informativo e preservativos em todas as unidades sanitárias e hoteleiras, em parceria com o Ministério da Educação, ONG, Serviços Essenciais de Saúde e USAID”, informou Euclides Arão Tchipalavela 
De acordo com o supervisor da Sida no Huambo existem em todos os municípios centros de testagem voluntária, que têm apoio directo dos parceiros do Governo na luta contra o VIH/Sida.
 “Temos estado a prevenir a situação, educando principalmente as mulheres grávidas, seropositivas, para se evitar o contágio do bebé”, disse Arão Tchipalavela.

Tempo

Multimédia