Províncias

Governo do Huambo aposta na agricultura

Victória Quintas | Huambo

O Governo da Província do Huambo vai prestar uma maior atenção ao sector agrícola, para a criação de matéria-prima, com vista a alavancar o ramo industrial, garantiu na quarta-feira, o governador provincial.

Camponeses lavram a terra e deitam a semente
Fotografia: Filipe Botelho|Edições Novembro

Ao intervir no acto de cumprimentos de fim de ano, João Baptista Kussumua, assegurou  que a agricultura, a indústria e outros sectores que concorrem para o desenvolvimento harmonioso da província do Huambo vão ser prioridades no próximo ano.
João Baptista Kussumua disse que o orçamento cabimentado para a província em 2015 é de 66,4 mil milhões de kwanzas, deste valor, apenas foram gastos em projectos 41 mil milhões, entre os meses de Janeiro e Novembro, referindo que as receitas arrecadadas  estão cifradas em sete mil milhões no mesmo período do ano.
Com o orçamento que foi disponível, segundo o responsável, foi possível realizar acções que se reflectiram na melhoria dos vários sectores. O governante disse esperar que, no próximo ano, o ramo da agricultura ganhe um maior impulso, para que a província possa produzir mais alimentos para a  população e criar mais rendimentos.
O governador provincial disse que, com a revitalização do sector agrário, o Governo pretende não só produzir para o consumo, mas também criar excedentes para a exportação para aquisição de divisas e matéria-prima para o ramo industrial, como factor fundamental para o desenvolvimento da província.
Das acções em 2015, foi possível alargar a rede escolar do ensino primário e primeiro ciclo no município sede do Huambo, Mungo Ucuma, Chicala Cholohanga. Ao sector da Educação, admitiu 382 novos professores, para minimizar a insuficiência de quadros.
O governador provincial disse que na, área da Saúde, houve um crescimento em termos de unidades sanitárias, com a inauguração de mais sete serviços de sanidade e a distribuição de cinco  ambulâncias, que permitiram o atendimento dos doentes nas diversas especialidades na província. Durante o ano que termina, foram reabilitados 80 quilómetros de estrada, construídas quatro pontes e igual número de pontecos metálicos. Foram ainda erguidas quatro  passagens hidráulicas nos municípios da Caála e Londuimbali.
João Baptista Kussumua informou que, neste momento, decorrem trabalhos de tapa-buracos, numa extensão de 105 quilómetros, nos troços Caála/Longonjo e Huambo/Alto Hama.
No mesmo quadro, teve início a recuperação da estufa-fria, ao mesmo tempo que se realiza trabalhos de reabilitação de alguns passeios e lancis na cidade do Huambo.
Para o responsável, o ano de 2015 fica também marcado com a distribuição das primeiras residências, na Centralidade do Lossambo, arredores da cidade, no âmbito do Programa Nacional de Urbanismo e Habitação, que, até ao momento, beneficia  mais de 300 famílias.
No quadro do programa de saneamento básico, foram recolhidos na cidade do Huambo mais de 23 mil metros cúbicos de resíduos sólidos, numa altura em que continuam esforços no sentido de estudar-se os novos mecanismos de recolha de lixo, porta-a-porta, para melhorar a imagem da urbe.
No processo de arborização da província, foram plantadas mais de 33 mil árvores de diferentes espécies, nos municípios do Huambo, Chinjenje, Bailundo, Londuimbali, Longonjo, Mungo, Chicala Cholohanga, Ucuma, Caála e Ecunha.

Tempo

Multimédia