Províncias

Governo do Huambo define prioridades

Marcelina Dumbo | Huambo

O governo do Huambo definiu ontem a construção de escolas, unidades sanitárias, estradas, postos de abastecimento de energia e água e centros administrativos, como as grandes prioridades para os próximos cinco anos.

O governo do Huambo definiu ontem a construção de escolas, unidades sanitárias, estradas, postos de abastecimento de energia e água e centros administrativos, como as grandes prioridades para os próximos cinco anos.
O vice-governador para a área técnica e infra-estruturas, José Paulo Kay, disse que os referidos projectos se enquadram no Programa de Investimentos Públicos (PIP).  No âmbito do programa consta ainda a proposta de aquisição de equipamentos essenciais das áreas sociais, com base nos planos directores para os municípios do Huambo, Bailundo, Mungo, Ekunha e Londuimbali, no sentido de os incluir no plano de execução.
O vice-governador para a área Técnica e Infra-estruturas disse que este exercício faz parte das várias fases do projecto do plano director dos cinco municípios seleccionados, devido ao aumento da densidade populacional destas áreas. Com este plano, o governo pretende reduzir a distância para as escolas e principais centros de saúde, erguendo mais unidades sanitárias e centros escolares, tendo em conta que a maioria da população vive dispersa em várias aldeias, distantes das principais a­glomerações urbanas. O consultor do governo provincial, Tomás Dentinho, afirmou que o projecto para o município do Huambo prevê um orçamento médio anual na ordem de cinco milhões a dez milhões de dólares. A intenção é concretizar o plano director, para cujas obras as empresas seleccionadas já estão prontas.

Tempo

Multimédia