Províncias

Grupos geradores reforçam Ngove

Justino Vitorino | Huambo

O governo da província do Huambo adquiriu quatro novos grupos geradores com capacidade de 15 Megawats cada, para reforçar o fornecimento de energia eléctrica às cidades do Huambo e Caála.

Mais energia eléctrica para o Huambo
Fotografia: Jornal de Angola

O director provincial de Energia e Águas, Jorge Andrade, disse que os novos grupos geradores vão funcionar como sistemas alternativos à barragem hidroeléctrica do Ngove, permitindo o reforço da distribuição de energia eléctrica às cidades do Huambo, Caála e arredores.
Jorge Andrade está preocupado com as ligações anárquicas protagonizadas por muitos consumidores ilegais e disse que o Governo Provincial vai tomar duras medidas contra os infractores por estarem a criar transtornos ao sistema normal de abastecimento de energia.
 “Um posto de transformação está calculado para abastecer 100 casas. Se existirem mais 50 ilegais, a linha de transporte não aguenta e a cidade fica às escuras. O certo é que muitos consumidores revendem energia pública a vizinhos que não pagam o consumo de energia eléctrica”, lamentou. Na cidade do Huambo, dos 85 por cento de ­consumidores, 15 não pagam energia eléctrica e o sector está a trabalhar no sentido de detectar os prevaricadores para posteriormente agir em conformidade com a Lei. 
Todas as sedes dos municípios e comunas da província têm energia eléctrica fornecidas a partir dos grupos geradores, no caso do município do Bailundo, a produção e distribuição já é assumida pela ENE.
No âmbito do programa de electrificação rural, Jorge Andrade disse que, até final deste ano, vai ser lançado o concurso público para se estender a energia produzida no Ngove às sedes dos municípios do Londuimbali, Bailundo, Tchicala Tcholohanga e Catchiungo.
A subestação hidroeléctrica do Dango, situado em Belém do Huambo, que também recebe energia a­través das linhas de transporte do Ngove, vai servir de suporte para o fornecimento de energia eléctrica à comuna do Alto Hama e outras localidades da zona.
O governo tem também o projecto de fornecimento de energia eléctrica às zonas rurais, através de energia solar, por serem localidades com um número pequeno de habitantes.
Actualmente, a cidade do Huambo está a ser abastecida pela energia produzida pela barragem do Ngove com capacidade de produção de 60 megawatts.

Tempo

Multimédia