Províncias

Huambo dá prioridade ao sector social

Victória Quintas | Huambo

O governador provincial em exercício do Huambo, Calunga Francisco Quissanga, disse ontem que, apesar das actuais dificuldades financeiras do país, a província manteve intactos, em 2015, os investimentos nos sectores da Saúde, Educação e no Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, sectores considerados chaves.

Vista parcial da cidade do Huambo onde estão a ser reabilitadas e construídas várias infra-estruturas para melhorar a qualidade de vida
Fotografia: Jaimagem

Em relação à Educação, Calunga Quissanga referiu que em 2015 foram matriculados no subsistema do ensino geral um total de 809.968 alunos, distribuídos em 1.310 escolas, perfazendo um total de 6.487 salas de aulas. As aulas foram asseguradas por 17.984 professores, enquanto o programa de merenda escolar foi implementado em 106 escolas, beneficiando 25.072 alunos.
O sector da Saúde foi marcado pela construção, reabilitação e ampliação de postos médicos, centros de saúde e hospitais municipais, campanhas de vacinação de rotina, elaboração dos planos municipal e provincial de desenvolvimento sanitário, bem como o mapeamento das doenças negligenciadas e o aumento de profissionais.
A formação de médicos, licenciados em enfermagem, electromedicina, laboratório clínico e outras áreas atingiram 35,8 por cento, segundo o governador provincial em exercício, que sublinhou que a taxa de mortalidade materna diminuiu em 16,1 por cento e infantil institucional em menores de um ano de idade em 7,9 por cento. Quanto a menores de cinco anos, a cifra baixou em 39,8 por cento, enquanto as mortes por malária reduziram em 26,7 por cento.

Combate à pobreza

O Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza permitiu a construção, na província do Huambo, de 11 administrações municipais, 12 administrações comunais, 13 postos policiais, 103 postos médicos, 66 escolas, 86 sistemas de abastecimento de água, 118 furos de água e outras infra-estruturas sociais, segundo Calunga Quissanga.
O governante recordou que na província do Huambo foi lançado o Pólo de Desenvolvimento Industrial da Caála, um dos 20 que estão a ser instalados no país. O vice-governador convidou os operadores a investirem na região, beneficiando dos incentivos quanto à redução dos preços na compra dos espaços e o registo imediato das unidades no Ordenamento do Território.
Em 2016, acrescentou o vice-governador Calunga Quissanga, os sectores da Saúde, Educação , Comércio, Energia e Águas, Hotelaria e Turismo, Transportes e Comunicações, Ambiente e infra-estruturas vão continuar a liderar a lista de prioridades nos programas do Governo Provincial do Huambo.

Tempo

Multimédia