Províncias

Huambo investe na qualificação dos empresários

Adolfo Mundombe | Huambo

Pelo menos 58 candidatos dos 2.283 inicialmente inscritos terminaram ontem, no Huambo, o primeiro curso de empreendedorismo, promovido pelo Centro Local de Empreendedorismo e Serviço de Emprego (CLESE), com o objectivo de se criarem mais empresários nacionais e fomentar empregos no país.

Pelo menos 58 candidatos dos 2.283 inicialmente inscritos terminaram ontem, no Huambo, o primeiro curso de empreendedorismo, promovido pelo Centro Local de Empreendedorismo e Serviço de Emprego (CLESE), com o objectivo de se criarem mais empresários nacionais e fomentar empregos no país.
O secretário de Estado do Trabalho, Serviços e Segurança Social, Sebastião Lukinda, disse que o plano de formação de quadros privilegia as áreas ligadas aos sectores estratégicos do país, como a produção alimentar e industrial, as micro, pequenas e médias empresas.
“O Executivo está empenhado em solucionar o problema de distribuição a partir do crescimento económico que atinge com o emprego”, salientou, acrescentando que o empreendedor deve evitar a morte dos seus empreendimentos e corrigir sempre o que estiver errado, para que possa contribuir para o desenvolvimento do país.
Sebastião Lukinda frisou que não se pode crescer sem a “promoção efectiva e activa do emprego”. Nesta fase de crescimento do paíos, referiu o secretário de Estado, o emprego deve estar fundamentalmente direccionado para a produção de bens e serviços competitivos.

Tempo

Multimédia