Províncias

"Huambo: o centro da paz"

O Jornal de Angola insere na sua edição de hoje um caderno especial, de 32 páginas (jornal impresso), para assinalar o Dia da Paz e Reconciliação Nacional.

Fotografia: JA

O Jornal de Angola insere na sua edição de hoje um caderno especial, de 32 páginas (jornal impresso), para assinalar o Dia da Paz e Reconciliação Nacional. A emblemática província do Huambo foi a escolhida para a radiografia dos progressos obtidos em nove anos de paz. "Huambo: o centro da paz" é o título genérico do suplemento, que insere nas suas páginas um balanço do governador Faustino Muteka sobre os investimentos públicos feitos na província no domínio da reabilitação de infra-estruturas rodoviárias, criação do pólo industrial na Caála, nos ramos do ensino, da saúde pública, energético e essencialmente no combate à fome e à pobreza por via do micro crédito com a comparticipação de vários bancos comerciais, o que está a traduzir-se na auto-suficiência agrícola e pecuária. O Rei Ekwikwi III, um homem no alto dos seus 94 anos, assegura que o compromisso do povo do Huambo é com a paz, harmonia e desenvolvimento. "A paz está no coração do povo e estamos todos muito bem", afiançou. A chegada do comboio do Caminho-de-Ferro de Benguela e a construção da cidade universitária, são as grandes expectativas da província que o caderno traz à estampa. O caderno especial é parte integrante desta edição do Jornal de Angola e não pode ser vendido separadamente. 

Tempo

Multimédia