Províncias

INAC quer combate cerrado à onda de violência na província

As autoridades do Huambo estão preocupadas com o aumento de casos de violência contra as crianças. Nesse particular, o chefe do Serviço Provincial do Instituto Nacional da Criança (INAC) aponta sobretudo os maus-tratos, serviços forçados e abusos sexuais, situação que tem contribuído, em grande medida, para o abandono escolar.

Aurélio Augusto sublinhou, em entrevista ao nosso jornal, que as ocorrências que o INAC tem registado são encaminhadas ao Tribunal de Menores para o devido tratamento, uma vez que o instituto tem apenas a função de acompanhar e auxiliar estes processos e dando também o apoio psicológico e acolhimento a muitas das vítimas.

Tempo

Multimédia