Províncias

Inaugurada escola na Aldeia de Canassi

Uma escola com seis salas destinada a receber 500 alunos em dois turnos foi inaugurada terça-feira, na aldeia de Canassi, no Huambo.

Uma escola com seis salas destinada a receber 500 alunos em dois turnos foi inaugurada terça-feira, na aldeia de Canassi, no Huambo.
O chefe da repartição municipal de estudo, planeamento e estatística, Abel Feliciano, informou que foi construída em 10 meses e custou 39 milhões de kwanzas, incluindo o seu apetrechamento.
Com a entrada em funcionamento da escola de Canassi, eleva-se para 14 o número de estabelecimentos de ensino de carácter definitivo no município do Tchindjenje.
Para suprir o défice escolas, a administração tem incentivado os populares a construírem escolas provisórias, estando actualmente existem em funcionamento 29.

Centenas de licenciados

Um total de 5.085 estudantes licenciaram-se entre 2002 e 2012 na província de Benguela, como resultado do advento da paz que o país vive, disse ontem o reitor da Universidade Katyavala Bwila (UKB), Albano Vicente Ferreira.
Segundo o reitor da UKB, que intervinha na cerimónia de outorga de 350 diplomas a mestres e licenciados, sob a égide do Centro Universitário de Benguela, adstrito à Universidade Agostinho Neto, foram formados de 2002 a 2008, 2.580 licenciados.
Ao longo dos três anos de vigência da UKB, entre 2009 e 2011, foram formados 2.505 licenciados, o que perfaz um total de 5.085, na segunda região académica, que compreende as províncias de Benguela e Kwanza-Sul.
Nos últimos três anos, a Universidade formou praticamente o mesmo número de alunos que entre 2002 e 2008, o que é, na opinião do reitor, “um bom indicador da dimensão atingida pela nossa instituição e da responsabilidade da UKB herda da UAN”.
Os avanços que o ensino superior obteve nos últimos dez anos na província de Benguela, referiu, são também um produto importante do advento da paz. Face aos desafios que a sociedade impõe, a UKB está a empreender esforços no sentido de se renovar, modernizar e participar como parceira da sociedade civil, em geral, e do mercado de trabalho, em particular, acrescentou.
 “Esperamos que nas funções que já desempenham e nas que vão desempenhar, sejam modelos de profissionalismo, ética e patriotismo, nos quais as novas gerações possam vivenciar e espelhar, uma vez que Angola está a singrar uma nova etapa do seu desenvolvimento económico e social, que torna o país uma das boas referencias internacionais em termos de desenvolvimento económico”, disse.
A UKB existe desde o redimensionamento da UAN, a 12 de Maio de 2009. O Ensino Superior marca a sua presença na província de Benguela como segunda região académica, com a abertura do ISCED de Benguela, em Maio de 1994.

Estudantes

Estudantes do I e II ciclo do ensino secundário da escola 27 de Junho, do Uíge, dispõem agora de dez computadores, doados pela JMPLA, no quadro das actividades “Abril Jovem”.
A entrega dos computadores foi efectuada pelo secretário do departamento para o associativismo e ambiente do comité nacional da JMPLA, Nuno Carnaval, que representou o primeiro Secretário Nacional da Organização juvenil do MPLA,  disse que os meios ora entregues se destinam a resolver a carência dos estudantes.

Tempo

Multimédia