Províncias

Investimento em farmácias é apoiado por empresários

Fernando Cunha|Huambo

O grupo empresarial MS Internacional expandiu os seus serviços, com a abertura da primeira unidade farmacêutica na cidade do Huambo, permitindo a criação de dez novos postos de trabalho a jovens da província formados na área de farmácia.

O grupo empresarial MS Internacional expandiu os seus serviços, com a abertura da primeira unidade farmacêutica na cidade do Huambo, permitindo a criação de dez novos postos de trabalho a jovens da província formados na área de farmácia.
O presidente executivo da firma, Moniz Silva, disse que a abertura da unidade farmacêutica visa promover e elevar a qualidade do nível de saúde das populações do Planalto Central.
O responsável assegurou que o projecto da sua empresa para a região sul está orçado em três milhões de dólares e contempla a abertura, já no próximo mês, de mais duas farmácias, uma na cidade de Benguela e outra no Lubango. O projecto para a região sul engloba a construção dos imóveis, compra e armazenamento das mercadorias, formação do pessoal, informatização do sistema de produtos, entre outros investimentos.
No Huambo, onde a MS Internacional já investiu mais de um milhão de dólares para a abertura da Farmácia Huambo, existe a intenção do grupo expandir os seus serviços aos municípios da Caála e do Bailundo.
Moniz Silva disse que a expansão dos serviços só não foi ainda feita devido a problemas burocráticos ligados ao registo e comércio.
O grupo MS Internacional, líder do mercado farmacêutico na cidade de Luanda, onde dispõe de 11 unidades e outra em Lisboa, Portugal, emprega mais de 270 pessoas e investe, anualmente, mais de 15 milhões de dólares na materialização dos seus projectos.

Tempo

Multimédia