Províncias

Jornalistas distribuem mosquiteiros

Tatiana Marta | Ngandavila

 
A Rede Provincial do Huambo de Jornalistas contra a Malária ofereceu, no fim-de-semana, mosquiteiros, tratados com insecticida de longa duração, às populações dos sectores de Ngandavila e Tchiuaia e da comuna da Calima.

 
A Rede Provincial do Huambo de Jornalistas contra a Malária ofereceu, no fim-de-semana, mosquiteiros, tratados com insecticida de longa duração, às populações dos sectores de Ngandavila e Tchiuaia e da comuna da Calima.
A responsável da Rede no Huambo, Maria da Conceição Katuvala, disse que a oferta pretende reduzir a doença na província, principalmente nas zonas rurais.
Ao todo, cerca de quatro mil famílias das localidades de Ávila, Kalepi e Tchalelua receberam mosquiteiros, tendo sido dada prioridade às mulheres grávidas e às crianças até os 5 anos.

Época das chuvas

Conceição Katuvala lembrou que nesta época de chuva aumentam os casos de doença porque os mosquitos se multiplicam com acumulação de lixos e águas paradas junto das casas.
A iniciativa da distribuição de mosquiteiros, disse, teve o apoio da direcção local da Saúde e da Direcção Provincial da Comunicação Social.
“Temos traçados alguns projectos de sensibilização das populações para lhes fazer ver que devem permitir a cumulação de águas paradas, lixos junto das suas casas”, afirmou.   
A administradora da comuna da Calima, Guilhermina Bacia, referiu que as aldeias que se encontram próximo do rio Cunene registam muitos mosquitos devido as águas paradas da barragem do Ngove.

Tempo

Multimédia