Províncias

Jovens empreendedores procuram vários cursos

Adolfo Mundombe | Huambo

Os cursos de corte e costura, decoração e culinária são os mais solicitados pelos jovens que procuram criar pequenos negócios, disse ontem, nesta cidade, a directora provincial do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional no Huambo, (INEFOP) Domingas Lurdes Mundombe, no acto de encerramento do ciclo formativo referente ao ano de 2017.

O curso de costura é um dos mais solicitados na província
Fotografia: Edições Novembro |

Pelo menos 900 jovens terminaram com êxito os cursos de costura, serralharia, carpintaria, mecânica-auto, culinária, decoração, pastelaria, empreendedorismo, gestão e contabilidade, informática e auditoria, com duração de quatro meses.
A directora do INEFOP disse que o objectivo é capacitar profissionalmente os jovens nos distintos cursos, para que depois de formados possam criar os seus pequenos negócios ou encontrar emprego “que os ajude a ganhar dinheiro”, contribuindo deste modo  para o desenvolvimento socioeconómico do país, particularmente o da província. 
Domingas Mundombe aconselhou os finalistas “a passarem a palavra” a outros jovens que ainda não o fizeram para aderirem aos centros de formação profissionais, no sentido de adquirirem uma profissão e abandonarem o mundo das drogas e do consumo do álcool.
O vice-governador para o Sector Técnico e Infra-Estruturas, Francisco Kissanga, que testemunhou o encerramento, disse  tratar-se de mais um ciclo de formação que vai ajudar os jovens  à fácil inserção no mercado de trabalho.


Tempo

Multimédia