Províncias

Jovens recuperados das drogas voltam ao convívio da família

Justino Victorino | Huambo

Mais de 100 jovens no Huambo deixaram de ser toxicodependentes e foram devolvidos no passado mês de Janeiro ao convívio familiar, na sequência de um programa da fazenda Esperança que visa a recuperação de indivíduos dependentes de drogas, informou ontem, naquela localidade, o responsável do centro, Jonas José.

Localizada na Missão Católica de Vavayela, no município do Cachiungo, província do Huambo, a fazenda Esperança desenvolve, desde 2011, um projecto de recuperação de jovens dependentes de drogas de todo o tipo, mediante o método de cura com rezas e trabalhos de campo.
O projecto, que teve início no Brasil em 1983,  já reabilitou milhares de jovens em todo o mundo, provenientes de várias províncias do país.
Em declaração à Rádio Huambo, o responsável do centro sublinhou que o projecto foi criado com o objectivo de devolver esperança de vida aos dependentes de drogas, desde que demonstrem vontade de permanecer no local e de livrar-se do mundo das drogas.
Salientou que o tempo de recuperação depende da entrega do paciente e pode levar meses ou anos. Jonas José afirmou que neste momento o centro acolhe 19 jovens do sexo masculino e espera receber, nos próximos meses, mais pessoas que necessitam de tratamento. “A entrada em funcionamento do projecto fazenda Esperança veio devolver a esperança de vida a muitos jovens toxicodependentes locais e de toda Angola, para que voltem a dar o seu contributo no desenvolvimento do país”, frisou.
Reconheceu que o índice de jovens toxicodependentes tende a aumentar e exortou a sociedade no sentido de encaminhar para aquela instituição os que se encontrarem nessa situação, para receberem tratamento.

Obra da fazenda

Jonas José apontou que a obra da fazenda Esperança está inserida numa acção de fé, que se junta ao amor de Deus, que devolve esperança de vida aos jovens que necessitam de ajuda.
“A toxicodependência é actualmente um dos grandes problemas da humanidade. Se alguém não consegue recuperar-se deste vício, resta-lhe apenas ser condenado à prisão, ser internado no hospital ou morrer. É por esta razão que as nossas fazendas se apresentam como uma alternativa eficiente para devolver esperança de vida aos cidadãos viciados em drogas e bebidas alcoólicas” ressaltou. O projecto fazenda da Esperança espalhou-se pelo mundo, fruto dos resultados positivos que tem alcançado na recuperação psico-social de toxicodependentes.

Tempo

Multimédia