Províncias

Localidade do Mungo está privada de luz eléctrica há mais de dois meses

Justino Victorino | Huambo

Os habitantes da sede municipal do Mungo, província do Huambo, estão privados de energia eléctrica há mais de dois meses, devido a uma avaria no único grupo gerador de 550 KVA, que foi atingido por uma descarga atmosférica.

Periferia da cidade regista falhas constantes de energia
Fotografia: Francisco Lopes | Edições Novembro

O chefe de secção local para o sector Político Económica e Social, Tito Chissuma, disse ao Jornal de Angola, que não “existe um horizonte temporal” para a reposição da energia à vila,” uma situação que está a criar enormes constrangimentos aos habitantes da região, particularmente no que toca a segurança nos bairros”.

Segundo o responsável, o grupo gerador de 550 KVA, instalado na vila, não tem capacidade suficiente para satisfazer a demanda, pelo que se afigura necessário a aquisição de outro com pelo menos 750 KVA. “Se aumentarmos a potência energética, teremos mais consumidores e consequentemente mais ofertas de serviços na vila”, disse .
“A aquisição de um novo equipamento”, prosseguiu, “vai permitir que mais instituições públicas, principalmente escolas, funcionam no período da noite e haja postes de iluminação na via pública”.

Tempo

Multimédia