Províncias

Medidas adoptadas tornaram a vida melhor

Justino Vitorino| Chinjenje

Os habitantes de Chinjenje, no Huambo, conhecem melhorias substanciais no município em quase todos sectores, com a construção de várias infra-estruturas sociais e ainda com estrada em funcionamento de grupos geradores. 

Viajar do município de Chinjenje à cidade do Huambo vai nos próximos tempos ficar mais facilitado já que a via está a ser asfaltada
Fotografia: Francisco Lopes| Huambo

A localidade passou a ter corrente eléctrica e uma rede comercial dinâmica. Na vila há agora grande oferta de produtos e aumentaram dos serviços sociais básicos, como abastecimento de água, serviços sanitários e educação.
O administrador de Chinjenje, Quintino Canepa, disse que muitos projectos foram concluídos e basta, para tal, observar as infra-estruturas erguidas e as que estão na fase inicial.
O sector da Educação e Saúde foram ampliados e a rede eléctrica estendida da vila para os bairros mais próximos. Em breve, mais áreas vão também passar a ter energia.
A rede escolar também cresceu, graças aos investimentos feitos pelo Governo Provincial do Huambo. Até 2003, havia apenas quatro mil crianças inseridos no sistema normal de ensino. Actualmente, estão matriculados 12.810 alunos, da iniciação à 12ª classe.
Para Quintino Canepa esta realidade é um grande ganho, se tivermos em conta que até há alguns anos o sector funcionava apenas com 12 salas e hoje dispõe de 42.
Na vila foi construída uma escola do segundo ciclo do ensino secundário, com 26 salas, o que permitiu a inserção de mais crianças e jovens no sistema normal de ensino.
O número de professores também passou de 400 para 971, embora sejam ainda insuficientes para dar resposta às necessidades.   “Reconhecemos que é necessário aumentar o número de professores com a construção de mais escolas, principalmente do ensino primário, para leccionarem nas ombalas e aldeias mais distantes da vila”, salientou o administrador.
A Administração Municipal pre­tende, nos próximos anos, aumentar também o número de alfabetizadores nas zonas de maior concentração populacional, para ­reduzir os níveis de analfabetismo. Em relação à rede sanitária, o município está bem servido.
A rede é constituída por quatro centros de saúde e dez postos, nas povoações de Lossolo, Uilala, Canassi e Chacoco. Os serviços sãos assegurados por 113 técnicos, entre enfermeiros, pessoal de apoio hospitalar e dois médicos.
Os centros de saúde da sede atendem, em média, 30 pacientes por dia. As unidades são abastecidas regularmente de medicamentos e o grande problema é a falta de médicos e ambulâncias. As escolas, centros e postos de saúde e casas sociais estão a mudar a imagem da vila e a melhorar a vida das populações do município.
Com o Programa de Investimentos Públicos foi possível a construção de novos sistemas de captação, tratamento e distribuição de água, e de casas para os quadros locais.
Também foi ampliado e apetrechado o centro materno infantil, que é hoje uma referência na região. Actualmente, estão em construção na sede do município 200 casas sociais, das quais 26 estão concluídas. As instalações da Administração Municipal também estão a ser ampliadas para poderem acolher mais serviços.  
O administrador de Chindjenje sublinhou que, em termos de oferta dos serviços essenciais básicos, o Governo Provincial vai reforçar a capacidade de fornecimento de energia eléctrica, com aquisição de mais grupos geradores.
Também foram recuperadas várias estradas, como a que liga Chinjenje à cidade do Huambo, que está a ser asfaltada, o que facilita o intercâmbio entre as zonas rurais e os mercados da província.
“Com as obras em curso, todas as comunas e ombalas do município vão estar interligadas e a circulação fica mais fluida”, acrescentou.

Agricultura e comércio

Os camponeses das ombalas e aldeias da região têm recebido anualmente adubos do Governo Provincial do Huambo. Na presente campanha agrícola, os fertilizantes foram subsidiados pelo Governo.  Quintino Canepa está optimista com a presente campanha agrícola e acredita numa boa safra, para superar a crise do ano passado.
A Feira Agro-pecuária de Chindjenje permitiu mostrar as potencialidades do município, cujos habitantes se dedicam inteiramente ao cultivo de milho, feijão, soja, trigo, mandioca, hortícolas e criação de animais.
Chinjenje tem 28.898 habitantes, que se dedicam, principalmente à agricultura. O município foi fundado a 15 de Agosto de 1904 e a localidade sede passou a vila a 7 de Outubro de 1963.

Tempo

Multimédia