Províncias

Melhoria das estradas prossegue no Huambo

Estácio Camassete | Huambo

O Governo Provincial do Huambo vai dar continuidade, em 2014, à reabilitação de estradas e à construção de escolas, garantiu o chefe de Gabinete de Estudos e Planeamento, durante a terceira sessão do Conselho de Auscultação e Concertação Social.

Trabalho nas vias gera desenvolvimento
Fotografia: Jornal de Angola

Víctor Tchissingui esclareceu que o Orçamento Geral do Estado para 2014, avaliado em mais de 75 mil milhões de kwanzas, sofreu um incremento de 11 por cento e permite dar prioridade à execução de projectos iniciados em 2013, como a reabilitação de estradas, requalificação e construção de mais escolas em todos os municípios.
Com este valor, a província passa a ser a terceira com um orçamento mais alto, depois das de Luanda e Benguela. “O aumento do orçamento vai contribuir para o crescimento da qualidade de vida da população e aumentar o índice de desenvolvimento da saúde e educação”, disse.
Os valores destinados à província vão ser empregues em 41 projectos espalhados por todos os municípios, com prioridade para o Programa Integrado de Desenvolvimento e de Combate à Pobreza, que vai absorver 7,19 por cento do orçamento.
Em função dos projectos em curso, Víctor Tchissingui informou que entre as prioridades está a reabilitação da estrada que liga o município do Bailundo à comuna do Bimbe e respectivas pontes, assim como a reparação da estrada no troço Bailundo-Cruzamento e Cassongue, província do Kwanza-Sul. Está também prevista a reabilitação da estrada entre Bailundo e São Miguel do Cruzamento e a reparação da via Alto Hama-Bailundo-Katchiungo.
No quadro do programa de combate à pobreza, o Ministério do Comércio vai criar um cartão denominado Kikuia para beneficiar as famílias mais carenciadas, com a aquisição de cesta básica mensal, avaliada em 150 milhões de kwanzas.
O sector da educação vai receber um orçamento de 23 mil milhões de kwanzas, por ser uma unidade orçamentada, o correspondente a 40 por cento do orçamento geral, e a à saúde coube uma fatia de quase 517 milhões.
Entre os 11 municípios da província, o do Huambo tem o maior orçamento, seguido dos municípios do Bailundo e Caála.
A reabilitação do estádio de futebol do Mambroa, a conclusão da biblioteca provincial e a requalificação da cidade do Huambo também fazem parte do programa do Governo do  Huambo para o próximo ano.

Tempo

Multimédia