Províncias

Mestrados na universidade são reeditados em breve

O reitor da Universidade José Eduardo dos Santos (UJES), Cristóvão Simões, admitiu ontem, na província do Huambo, a possibilidade da reedição, no próximo ano, dos cursos de mestrado.

À imprensa, o académico disse que após a conclusão da primeira edição, em Dezembro passado, foi solicitada ao Ministério do Ensino Superior autorização para a segunda vaga dos mestrados em Direito, Produção e Tecnologia Alimentar, Agronomia e Recursos Naturais, Ciências Empresariais, Finanças e Fiscalidade Empresarial.
Caso se confirme a reabertura, o reitor afirmou que a UJES vai recorrer novamente à colaboração de professores de instituições portuguesas e espanholas.
Cristóvão Simões anunciou que, em Abril, deve acontecer a outorga de certificados e diplomas aos primeiros 140 mestres formados na instituição de ensino superior, criada em 2009.Quanto às vagas para este ano académico, o reitor avançou que estão disponíveis 2.745 lugares para novos estudantes a nível da UJES, um número que representa mais 745 que no ano anterior. Cristóvão Simões disse que do total de vagas, a serem preenchidas mediante a realização de exames de selecção, 120 estão na Faculdade de Ciências Agrárias, 70 na de Medicina Humana, Medicina Veterinária (50), Economia (365), Direito (240), no Instituto Superior Politécnico (300), instituições localizadas na província do Huambo. As restantes vagas estão nas escolas superiores politécnicas do Bié e do Moxico.
O académico confirmou que as inscrições dos candidatos, abertas terça-feira passada, vão decorrer até ao próximo dia 21, sendo que os exames decorrerão de 30 de Janeiro a 11 de Fevereiro, para a 28 do mesmo mês serem afixados os resultados dos exames.
Aos candidatos às vagas, o reitor da UJES apelou dedicação na fase preparatória, de modo a atingirem os seus objectivos.
No tocante ao ano académico 2016, considerou-o positivo, tendo em conta o grau de aproveitamento dos estudantes, que atingiu 85 por cento, mais cinco em relação ao ano anterior.
A UJES, que abrange as províncias do Huambo, Bié e Moxico, ministra 29 cursos de licenciatura, tendo uma população estudantil estimada em 12 mil estudantes.

Tempo

Multimédia