Províncias

Milhares de alfabetizados são graduados

Pelo menos 36.848 habitantes da província do Huambo foram alfabetizados e graduados este ano, através do método “Sim, eu posso”, nos módulos 1, 2 e 3, equivalentes ao I ciclo, e na “Colecção para Gostar de Ler e Escrever”.

O chefe do departamento da direcção provincial da Educação, João Tomás Guli, anunciou sexta-feira os dados durante a jornada de alfabetização, que decorreu até segunda-feira, sob o lema “O papel da alfabetização para o desenvolvimento sustentável”.
Referiu que os 36.848 cidadãos graduados durante a primeira fase de alfabetização da província resultaram de 46.060 alunos matriculados inicialmente, dos quais 80 por cento foram mulheres.
O chefe do departamento de educação disse que a jornada deve servir de reflexão sobre o trabalho árduo a percorrer, no quadro da estratégia de alfabetização e recuperação do atraso escolar  para o período 2012-2017.
João Tomás Guli fez saber que o programa de alfabetização e aceleração escolar na região decorre a bom ritmo, sublinhando o apoio e participação de igrejas, associações comunitárias, Brigadas Hoji-ya-Henda da JMPLA e Deolinda Rodrigues da OMA, bem como quadros das Forças Armadas Angola (FAA).
 Em relação ao lema “O papel da alfabetização para o desenvolvimento sustentável”, disse ser sugestivo, visto que chama a atenção para a necessidade de mobilizar a sociedade civil e não só, para reflectir sobre a questão, dada a importância para o alcance dos desafios que o país se propôs.

Tempo

Multimédia