Províncias

Milhares de apartamentos disponíveis em Lossambo

Cerda de dez mil candidatos, na sua maioria funcionários públicos, concorrem para a aquisição de residências na centralidade do Lossambo, localizada a cinco quilómetros da cidade do Huambo, revelou ontem o vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas.

Huambo conta com mais casas no âmbito do programa de fomento habitacional
Fotografia: Jaimagens

Calunga Quissanga informou que os candidatos manifestaram interesse e foram alistados a partir das instituições públicas em que trabalham, estando a decorrer, neste momento, o processo de selecção dos futuros beneficiários.
Em função da procura, o vice-governador do Huambo adiantou que o Governo Provincial, além dos requisitos legalmente estabelecidos para o acesso às casas sociais, vai atribuir quotas às instituições públicas, que, deste modo, podem seleccionar os potenciais beneficiários, visando uma maior organização no processo de comercialização. Calunga Quissanga informou que 40 por cento das 2.009 casas, entre apartamentos, pisos térreos e duplex, na tipologia de T3, estão disponíveis para a renda resolúvel destinada aos funcionários públicos. As restantes habitações ficam para a venda ao público, nas modalidades de pronto pagamento e de arrendamento. Na modalidade de renda resolúvel, os beneficiários estão sujeitos ao pagamento mensal de 38.800 kwanzas, durante 25 anos, dando um valor global de 11.669.490 kwanzas.
Os cidadãos da província podem igualmente candidatar-se ao projecto dos 200 fogos habitacionais, implantados nos municípios do Cachiungo, Chinjenje, Ucuma, Ecunha, Chinjenje, Chicala Cholohanga, Londuimbali e Mungo.
Calunga Quissanga apelou aos beneficiários no sentido de cumprirem, para além das cláusulas contratuais, as obrigações referentes aos outros serviços sociais, como a energia eléctrica, água e saneamento básico.

Tempo

Multimédia