Províncias

Milhares de crianças com acesso ao ensino

Mais de 600 professores foram lançados pelo sector da Educação do Huambo, desde 2011, no mercado de trabalho, no âmbito do Programa de Combate à Pobreza, informou o vice-governador para o sector económico e social.

Fotografia: Jornal de Angola

Francisco Fato afirmou que, há três anos, o programa de combate à pobreza permitiu a construção de 39 escolas, que deu origem à inserção de 27.200 crianças no sistema normal de ensino.
O programa contribuiu igualmente para que 180 crianças de 400 escolas da província passassem a beneficiar de merenda escolar, o que está a reduzir o índice de desistência e aliviar o peso dos pais com poucas condições financeiras.
O programa permitiu também a construção de 36 novas unidades sanitárias, entre postos e centros de saúde, nas comunas, ombalas, aldeias e hospitais em algumas sedes municipais da província, perfazendo um total de 108 camas. Foram adquiridas cinco ambulâncias e 25 carrinhas para distribuir pelos municípios e comunas, que estão a apoiar as unidades sanitárias. Com a execução destes programas, as autoridades governamentais pretendem levar os serviços de saúde mais próximos das populações, criar condições dignas para o atendimento e melhorar a assistência aos doentes.
O programa de combate à pobreza incidiu também na agricultura e o comércio, com a distribuição de 55 tractores e alfaias às administrações municipais e comunais, para apoiar os agricultores organizados em cooperativas e associações de camponeses.
Francisco Fato informou que 250 quilómetros de estradas foram reabilitadas e terraplanadas para facilitar a circulação de pessoas e o escoamento de produtos, acção que está a propiciar um maior dinamismo e desenvolvimento das localidades mais afastadas das cidades.
A melhoria das vias também contribui para melhores condições de vida das famílias e facilita a comercialização dos produtos locais.
O vice-governador informou ainda que, em três anos, mais de 2.000 famílias receberam casas, com vista a dar melhor comodidade aos cidadãos, principalmente os jovens.
Foram igualmente construídas oito instalações das administrações.

Tempo

Multimédia