Províncias

Milhares de crianças no Huambo têm mais condições para ir à escola

Um grupo de 25.200 alunos em idade escolar, que ficou fora do sistema ensino este ano, vai poder ingressar, no próximo ano lectivo, graças à admissão de 1.969 novos professores no município do Huambo.

Mais de 25 mil alunos no município do Huambo estão fora do sistema normal de ensino
Fotografia: Kindala Manuel

Um grupo de 25.200 alunos em idade escolar, que ficou fora do sistema ensino este ano, vai poder ingressar, no próximo ano lectivo, graças à admissão de 1.969 novos professores no município do Huambo.
A admissão destes professores, mais 835 do que as necessidades da circunscrição, vai permitir reduzir o índice de crianças fora do sistema normal de ensino na próxima época escolar, principalmente nas aldeias das comunas de Calima e Chipipa.
A chefe de repartição de Educação do município do Huambo, Hilária Vatussia, disse na terça-feira à Angop que, com a admissão de novos professores, cerca de 70 por cento das crianças que se encontram actualmente fora do sistema normal de ensino serão enquadradas na próxima época escolar.
“Os professores, que já estão a receber as suas guias de colocação, vão auxiliar, no terceiro trimestre, os docentes que têm turmas com muitos alunos, de forma a facilitar o exame dos alunos no fim do ano lectivo, respeitando os princípios da reforma educativa vigente no país”, sublinhou.
A responsável referiu que no município do Huambo foram admitidos 1.035 professores do ensino primário, 640 para o primeiro e 294 para o segundo ciclo, que se juntam aos 4.098 docentes já existentes.
O sector necessita de 175 novas unidades escolares, principalmente para as comunas de Calima e Chipipa, áreas com muitas crianças que estudam em lugares improvisados por falta de salas de aula. Hilária Vatussia acrescentou que existem muitas escolas do ensino primário com apenas três salas de aula e com muitos alunos matriculados nas respectivas unidades escolares, levando o governo a trabalhar no sentido de se abrirem mais turmas.
Na presente época escolar foram matriculados, no município do Huambo, 146.986 alunos do ensino primário, 18.701 do primeiro e 11.304 do segundo ciclo. As aulas são ministradas por 4.098 professores.

Escola do II ciclo na vila do Ekunha

Entretanto, uma escola destinada ao II ciclo está a ser construída na vila de Ekunha e entrará em funcionamento no próximo ano lectivo, dispondo de 12 salas de aula. A informação foi dada pelo chefe de repartição local da Educação, Isaías Félix, durante a cerimónia de apresentação dos novos professores admitidos para leccionarem no referido estabelecimento de ensino.
Neste momento, segundo Isaías Félix, os alunos que concluem a 9ª classe no Ekunha são obrigados a estudar na Caála, a 18 quilómetros de distância, situação que, nalguns casos, tem contribuído para que muitos interrompam os estudos.
 No presente ano lectivo o sector da Educação tem 25.252 alunos matriculados, da iniciação até à 9ª classe, cujas aulas são asseguradas por 525 professores.

Tempo

Multimédia