Províncias

Milhares de estudantes fora do sistema de ensino

Adolfo Mundombe |Huambo

A falta de professores e de salas de aula originou que 13.126 alunos tenham ficado fora do sistema normal de ensino e outros tantos continuem a receber aulas debaixo das árvores, revelou na quinta-feira, em Londuimbali, no Huambo, a chefe da secção local da Educação, Ciência e Tecnologia, Albertina Wandy.

A falta de professores e de salas de aula originou que 13.126 alunos tenham ficado fora do sistema normal de ensino e outros tantos continuem a receber aulas debaixo das árvores, revelou na quinta-feira, em Londuimbali, no Huambo, a chefe da secção local da Educação, Ciência e Tecnologia, Albertina Wandy.
Para alterar este quadro, o município precisa de mais 380 professores para o primeiro e segundo nível do ensino, disse a responsável.
O município tem 64 escolas, das quais apenas 13 são de construção definitiva, salientou Albertina Wandy. “É preciso construírem-se mais escolas para fazer face ao crescente número de crianças em idade escolar”, afirmou.
Actualmente, 31.328 alunos estão matriculados para este ano lectivo e as aulas são asseguradas por 770 professores, revelou a chefe de repartição, esclarecendo que os referidos meninos não beneficiam, contudo, de merenda escolar há mais de um ano.
Albertina Wandy disse ainda que mais de 30 candidatos a ocupar vagas no sector a nível da província estão a ser formados pela escola da ADPP (Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo) na comuna do Alto-Hama.

Na Saúde

Mais de 30 mil crianças dos zero aos cinco anos do município do Londuimbali vão ser imunizadas à poliomielite, entre hoje e domingo, durante a campanha de vacinação a decorrer no país, afirmou o chefe clínico da repartição municipal, Martinho Mendes Pessela.
No sector da Saúde, adiantou o responsável, a malária continua a preocupar as autoridades sanitárias da região.
Só de Janeiro a Abril, a instituição registou 8.246 casos.
O hospital do município do Londuimbali atende em média 50 a 60 pacientes na pediatria e medicina, respectivamente.
Apesar da procura, a unidade tem registado uma baixa do índice de mortalidade por paludismo, fruto da intensificação do programa de luta contra malária.

Tempo

Multimédia