Províncias

Ministro defende parcerias com privados

Justino Vitorino|Huambo

O ministro da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas, Afonso Pedro Canga, defendeu recentemente, na cidade do Huambo, a necessidade da promoção de parcerias público-privadas, para implementação de projectos agro-pecuários de larga escala, com vista a aumentar a oferta de produtos alimentares em tempo útil.

Aposta é o aumento da produção no âmbito do programa de combate à fome
Fotografia: Pedro Miguel|Huíla

O ministro da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas, Afonso Pedro Canga, defendeu recentemente, na cidade do Huambo, a necessidade da promoção de parcerias público-privadas, para implementação de projectos agro-pecuários de larga escala, com vista a aumentar a oferta de produtos alimentares em tempo útil.
Pedro Canga fez esta afirmação durante o encerramento do Conselho Consultivo daquele Ministério, que decorreu até ao passado fim-de-semana, na comuna da Calenga, município da Caála. Para o êxito da parceria em referência, o ministro assegurou que, no âmbito do programa do Executivo, estão a ser criados programas que visam a revitalização das empresas pesqueiras, por via da iniciativa privada, com o apoio do Estado angolano.
Para tal, segundo o ministro da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas, foram traçadas orientações pelo Chefe do Executivo, José Eduardo dos Santos, que definem claramente as políticas que deverão ser executadas pelo sector, para que os objectivos posam ser atingidos até 2012.
O sector agro-pecuário, que cresceu 29 por cento em 2009, encontrando-se entre os que mais cresceram juntamente com o das pescas, tem como meta, para o ano agrícola de 2010/2011, atingir os 70 por cento e contribuir para a erradicação da fome e da pobreza no país.
As preocupações com as populações, no que diz respeito à alimentação, emprego e à melhoria da qualidade de vida das comunidades rurais foram os principais temas debatidos no Conselho Consultivo.

Tempo

Multimédia