Províncias

Missão Católica da Hanga em reabilitação

Justino Victorino | Huambo

 
As infra-estruturas sociais da Missão Católica da Hanga, no município do Bailundo, estão a ser reabilitadas pelo governo local, em parceria com a Organização Internacional para a Imigração (OIM).

A Missão Católica da Hanga foi visitada recentemente pelo governador provincial
Fotografia: Francisco Lopes| Huambo

As infra-estruturas sociais da Missão Católica da Hanga, no município do Bailundo, estão a ser reabilitadas pelo governo local, em parceria com a Organização Internacional para a Imigração (OIM).
Numa primeira fase, foram concluídos o centro de formação feminino, que possui salas de aula do ensino geral e de artes e ofícios, dormitório, refeitório, centro de saúde, orfanato, casa das madres, capela e outras dependências de apoio ao complexo.
O orfanato acolhe neste momento 18 crianças, com idades compreendidas entre os zero e quatro anos. Para garantir o sustento destes pequenos, segundo a irmã Inês Imaculada, chefe da instituição, o centro recebe apoios do governo, Organizações Não-Governamentais e das famílias dos assistidos.
A delegada da OIM no Huambo, Ynga Van-Cauwenberg, disse que a reabilitação da Missão Católica da Hanga faz parte de um programa de reedificação das diversas instituições missionárias existentes na província.
Numa segunda fase, de acordo com Ynga Van-Cauwenberg, vai ser reabilitado também o complexo masculino, com capacidade para albergar mais de 80 jovens, a casa das irmãs e a rede de abastecimento de água canalizada, com vista a melhorar as condições básicas daquela missão.O arcebispo da diocese do Huambo, D. José de Queirós Alves, reconheceu os esforços e o interesse do governo na reabilitação das diferentes obras sociais da Igreja, no âmbito da reconstrução nacional.
O prelado considerou que o gesto mostra a sensibilidade do governo em aumentar os serviços sociais e melhorar as condições de vida das populações do Planalto Central, em particular do município do Bailundo.
“O importante é a formação do homem e que este mesmo seja atendido em diferentes parâmetros, tanto da parte do governo quanto das próprias igrejas.
 Por essa razão, estamos plenamente de acordo com os planos e acções para a melhoria das condições da população do Huambo”, frisou o arcebispo.
O director provincial do plano estatística do governo do Huambo, Henriques Mendes Teixeira, disse que este esforço do executivo local na reabilitação da Missão Católica da Hanga renasce, uma vez mais, o sonho de colocar o município do Bailundo nos níveis de desenvolvimento de que necessita.
O projecto de reabilitação da Missão Católica da Hanga, situada a sete quilómetros da vila do Bailundo, pertence à ordem das irmãs São José do Cluny, que está ao serviço da Igreja naquela localidade desde 1931. O mesmo vai estender-se às outras missões daquela parcela do país.

Tempo

Multimédia