Províncias

Moradias destruídas na zona do Bailundo

Um total de 14 casas e uma escola do primeiro ciclo do município do Bailundo, província do Huambo, ficaram destruídos em consequência da chuva torrencial que caiu no fim-de-semana na região.

O porta-voz do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, Faustino Sebastião, disse ontem à Angop, em Luanda, que as chuvas não fizeram vítimas.
O Governo Provincial do Huambo e o Serviço de Protecção Civil e Bombeiros já fizeram o levantamento dos estragos causados pela chuva para facilitar a distribuição de bens de primeira necessidade às famílias desalojadas
O município do Bailundo tem uma população calculada em 56 mil habitantes, a maioria dos quais se dedica à agricultura. O Serviço de Protecção Civil e Bombeiros é um órgão operativo do Ministério do Interior  presente em todo opaís.
Apesar do défice de recursos  humanos, além da falta, em algumas áreas do país, de material de trabalho, os efectivos do Serviço de Protecção Civil estão sempre em actividade nas áreas propensas ao surgimento de catástrofes naturais.
O maior envolvimento do órgão operativo do Ministério do Interior ocorre durante o período das chuvas, altura em que vários cidadãos perdem as suas moradias. 

Tempo

Multimédia